Sorvete

February 1, 2016

 

Um sorvetinho depois do almoço, quem nunca?

 

Como estava perto da sorveteria mais tradicional de Beagá resolvi entrar. Sai com o mesmo passo que entrei.

O sorvete de lá nem é muito bom, mas é tradicional, o ponto é ótimo, traz lembranças da infância e tal, só por isso eu queria provar… mas, quando vi o preço não tive tempo nem de reparar se a decoração era a mesma. Me senti mal e sai sem nem pensar.

 

Me sinto extremamente incomodada com essa modinha de achar que o que é bom tem que ser caro. O pior é que as coisas são cada vez mais caras porque as pessoas pagam. E acham lindo. Juro que eu não sou pão dura. Mas eu sou uma pessoa justa. Quando o preço faz juz ao produto, pago sem pensar, mas quando não faz… sai pra lá.

 

Na minha primeira viagem internacional percebi como a gente pagava caro pelas coisas. Mas, como eu estava na Bolivia pensei que era assim, porque o país era mais pobre que o nosso. Mas não. Depois andei pela Europa e América do Norte e pude notar que sim, nós pagamos muito caro pelas coisas.

Não falo só de imposto, cada lugar tem seu imposto e normalmente são de valores altos. Mas aqui parece que a gente gosta mesmo. Já fui estacionar o carro em São Paulo e notei que onde tinha fila era pelo menos 50% mais caro do que nos lugares sem fila. Já vi o mesmo produto em diferentes lojas com preços super diferentes e os mais caros são sim os mais consumidos. Eu acho isso uma loucura… quem disse que tem que ser caro pra ser bom, minha gente? Get to real!


Bom, vou lá tomar um suco na padaria, já que o meu sorvetinho melou.

Please reload

Featured Posts

Orgulho do meu povo

November 12, 2016

1/1
Please reload

Recent Posts

December 20, 2016

November 12, 2016

June 24, 2016

May 17, 2016

May 5, 2016

April 14, 2016

April 12, 2016

March 31, 2016

February 3, 2016

Please reload

Search By Tags
Please reload