Malas

January 13, 2016

Fazer as malas pode ser chato, é chato… na verdade é um saco. Mas é bom quando tem uma viagem envolvida. E quase sempre é pra viajar que se faz as malas, então é uma coisa chata pra uma coisa boa e ai fica elas por elas. Faz se as malas sem reclamar e sem pensar muito a respeito.

 

A não ser que você esteja vivendo uma parada muito diferente como a gente. Vamos nos mudar, morar separados pra então nos mudarmos e morarmos juntos de novo. Aeeee você consegue ser mais confusa que isso, Manuela? As vezes sim, mas vou explicar bem e contar esse caso da “separação” em outro post.
 

Vamos às malas.

 

Fiz dois tipos de malas para me preparar para a terceira e mais importante.

 

A primeira mala foi a mala da doação. Basicamente 60% do meu armário foi para uma associação na cidade da minha mãe. Eles farão um bazar e venderão tudo para ajudar os animais. Talvés eu tivesse escolhido que fossem para pessoas, mas isso também pode virar um papo para outro momento. Amo os animais e estou feliz em ajudá-los também.

 

A segunda mala foi feita com a seleção das roupas que vou usar até o dia de fazer a terceira mala. Imagino que nesses próximos 5 meses eu perceba que preciso de bem menos do que ficou e leve quase nada.

 

Na verdade, quando eu estava separando as roupas eu me peguei pensando bastante na vida, nas coisas e no acúmulo. Qual o sentido de tudo isso?

Confesso que nunca fui consumista, sou até um pouco pão dura para comigo mesma… mas eu tinha coisa pra caraleo. Isso me assustou. Sou daquelas que ganha muita roupa usada. Eu e meu grupo de minas (primas e amigas) temos esse costume de passar pra frente o que não usa ou te dar aquilo que é muito mais a sua cara do que a minha.

Enfim, ultimamente acho que tenho a cara impressa em muitos modelitos, pois meu armário se encheu lindamente nesses últimos anos, mesmo com o meu costume de mandar malas de roupas para minha mãe doar umas duas vezes por ano, eu fui acumulando sem ver.

 

Eu ainda tinha a blusinha que estava usando quando conheci o Fabiano… isso tem dez anos! WTF… nem me serve mais, ha anos diga-se de passagem.

 

Então foi assim, peguei tudo que não uso… tudo que uso pouco e tudo que acho que vou usar mas nunca usei. Me senti tão leve… Me desfiz, inclusive, das camisas da caminhada anual da minha família… tinha maior xodó porque eu faço a arte, mas né… daquelas camisetas que nunca usamos.

 

Para a terceira mala estava me preparando pra ficar com as duas de 32 kilos que me serão permitidas, mas depois desse primeiro exercício estou bem decidida a levar uma só. Na outra aproveito pra levar uns tapetes e panos de prato típicos… coisinhas fofas que só tem aqui.

 

Pensei bem e decidi levar a mala vazia. Um novo país, mil novas experiências… não posso deixar faltar espaço pra tudo que vem por ai.

 

 

 

Please reload

Featured Posts

Orgulho do meu povo

November 12, 2016

1/1
Please reload

Recent Posts

December 20, 2016

November 12, 2016

June 24, 2016

May 17, 2016

May 5, 2016

April 14, 2016

April 12, 2016

March 31, 2016

February 3, 2016

Please reload

Search By Tags
Please reload